Boas-Vindas

Postado por Erike Couto

Marcadores:

Olá gente boa! Estou inaugurando meu blog (ou blogue, como um amigo meu gosta de escrever). Para ser breve - já que gosto de falar muito (no caso aqui, escrever), podendo ser enfadonho - irei resumir em uma simples palavra no que se destina este recém criado blog: etimologia.

Para termos um bom 'pré-começo' na postagem dos comentários aqui, irei explicar, etimologicamente, a origem (seria uma redundância?!) da palavra etimologia.

"Etimologia" vem da palavra grega ἐτυμολογία (para aqueles que desconhecem a língua de Platão, ai vai a transliteração: étimologia). Partindo-a em duas partes, como um pão francês, temos ἔτυμον (étimon), que significa "(sentido) real, verdadeiro" e λογία (logía), que significa "estudo (de algo)". Então, poderiamos traduzir isso tudo como "o estudo do senso verdadeiro, real, correto, das coisas". Já na antiguidade esta expressão era usada, sob a forma adverbial de ἔτυμως (étimôs), com o significado bem próximo do atualmente usado, que é o de "analisar uma palavra etimologicamente, a sua origem"[1].

Você deve estar se perguntando: "Que coisa mais estranha! Para quê serve esse tipo de estudo?". Ai eu respondo: Para muita coisa!! O título (à propósito, me perdoem pela demora em explicar o título) já nos indica para que serve: ככתוב (kakatuv). Esta expressão tem sua origem na língua hebraica rabínica (isto é, na língua falada entre os séculos I e VIII d.C pelos Sábios de Israel), e significa "aquilo como está escrito". E, aquilo que está escrito nas palavras é muito mais do que simplesmente símbolos gráficos que se aglomeram e formam fonemas, morfemas e estruturas línguisticas que emitem sons e nomeiam as coisas. As palavras escritas contém histórias, relatos, verdadeiras epopéias, que partem muitas vezes de épocas remotas da antiguidade (como as palavras hebraicas ou egípcias) e que nos dizem muito sobre o modo de viver, agir, pensar, interagir e mudar o mundo ao seu redor.

Aproveitando o ensejo, quero também explicar o porquê desta palavra em específico: optei por ela pois, além de me remeter significamente e diretamente ao que mencionei a pouco sobre as palavras (é como se kakatuv significasse "o tesouro que está escrito nas palavras"... pelo menos na minha mente vem isso!), também me remete a assuntos que estão ligados a alguém que dedico minha existência: ao Deus Eterno! (já que kakatuv é uma palavra que foi usada normalmente em um ambiente religioso judaico). Iremos sim tratar de teologia. Não sou teólogo, mas somente um curioso. Mas espero que minhas singelas reflexões possam de algum modo ser utéis ao leitor. Até porque, se tudo que o homem faz aqui na Terra faz por causa de uma busca incessante pelo Criador Supremo, não podemos deixar de falar sobre aquilo que está ligado direta ou indiretamente a Ele não é mesmo?

Interessante é que, como Ele sabe que somos infinitamente inferiores em nossas forças e anseios para conseguirmos alcançá-Lo (mesmo que estas forças e anseios sejam expressos com toda a nossa existência), Ele mesmo se encarrega, frequentemente, de ir ao nosso encontro, Se revelando a nós. E, como é sabido, para trazer esta revelação, Ele se utilizou da escrita, para que a aquilo que Ele quisesse nos dizer ficasse registrado para a posteridade, e passado de geração a geração.

Postarei algo comentando sobre atualidade, música, arte, cinema, esportes, notícias marcantes etc? Claro! Não é por se focar na reflexão sobre etimologias que este blog deixará de refletir sobre as etimologias incrustradas nestas diversas áreas da cultura humana. O estudo da língua, das palavras, de suas relações e suas ancestralidades, conjuntamente com os fatos ocorridos no passado, entre os povos da Antigüidade, seus valores e visão de mundo são tão importantes para nós, hoje, em pleno século XXI, pois de alguma forma nosso viver hoje está permeado de ligações com estes elementos que cremos pertecerem somente ao passado distante ou aos livros de empoeiradas bibliotecas.

O aprofundamento nesses assuntos nos traz a memória nossos erros, fragilidades e incertezas como seres humanos. Mas também nos mostra o quanto somo seres pensantes, criativos e desejosos por avançar e crescer em nossas vidas, em construir algo, mesmo que seja ponto somente um tijolo. neste grande edifício da História, sob a supervisão do Criador do Universo.

Farei deste espaço virtual um local de reflexões próprias. Utilizarei comentaristas, teoricos, pensamentos etc, mas sempre partirá de uma reflexão pessoal sobre a vida, utilizando como base a semântica das palavras, que moldam-na e dá forma às idéias, seres e objetos ao nosso redor.

Até...

Erikebenavraham

1 comentários:

  1. Honestino Afonso Xavier

    ficou legal o blogger..

    quando der visite o meu

    deixe recados..

    abraços..

    "salmo 62 - (12) -A ti também, Senhor, pertence a misericórdia; pois retribuirás a cada um segundo a sua obra."

Postar um comentário